Início Conselho Brasileiro de Oftalmologia








5 usuário(s) online



Busca  
Login  






28/12/2006
Mostra "Olhares Neo-Realistas" apresenta panorama amplo do movimento

Começa na quarta-feira, dia 3, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo a mostra Olhares Neo-Realistas, que reúne mais de 30 filmes e vai até o dia 28. O CCBB apresentará a mesma seleção entre os dias 23 de janeiro e 11 de fevereiro.

O foco central da retrospectiva é o movimento neo-realista italiano, mas ela abrange também filmes que o influenciaram e outros que se relacionam com ele como desdobramentos ou extensões.

O neo-realismo, nascido na Itália no momento exato do fim da Segunda Guerra Mundial, representou não só uma mudança de temas e abordagens --
voltando-se para as pessoas e acontecimentos comuns -- mas também de recursos de produção, utilizando locações reais, nas ruas, em vez de estúdios; atores não profissionais, e equipes e equipamentos reduzidos ao essencial.

A mostra inclui o filme que é considerado o marco inicial do movimento, "Roma, Cidade Aberta", de Roberto Rossellini (1945), e dois outros marcos dessa fase, "Ladrões de Bicicleta" (1948), de Vittorio De Sica, e o documentário "A Terra Treme" (1948), de Luchino Visconti.

Também estão na mostra obras de cineastas que participaram do nascimento do neo-realismo, mas desenvolveram suas carreiras numa época um pouco posterior, em que as características iniciais do movimento já tomavam outras direções. É o caso de Federico Fellini (presente com "Noites de Cabíria", de 1957), Michelangelo Antonioni ("As Amigas", 1957), Pier Paolo Pasolini ("Mamma Roma", 1962) e Gillo Pontecorvo ("A Batalha de Argel", 1966).

Há ainda filmes aparentados com o neo-realismo -- entre eles o primeiro longa-metragem do português Manoel de Oliveira, "Aniki Bobó" (1942) e "Os Esquecidos" (1950), de Luis Buñuel -- e outros de cineastas que absorveram seus princípios e sua estética, como Tomáz Gutierrez Alea em Cuba, Fernado Birri na Argentina, Luis García Berlanga na Espanha e os brasileiros Alex Viany ("Agulha no Palheiro", 1953, e curta "Ana", 1955), Nelson Pereira dos Santos ("Rio 40 Graus", 1955, e "Rio Zona Norte", 1957) e Roberto Santos ("O Grande Momento", 1958).

Alguns filmes serão exibidos em DVD, outros em 35 mm e outros em 16 mm. A curadoria é da cineasta Gisella Cardoso Franco.

OLHARES NEO-REALISTAS
QUANDO: 3/1 a 28/1, em horários variados
ONDE: Centro Cultural Banco do Brasil (R. Álvares Penteado, 112, Centro, São Paulo-SP). Informações: (11) 3113-3651 e (11) 3113-3652.
QUANTO: R$ 2 e RS 4 (filmes em DVD têm entrada franca)



           


<< Anterior Índice Próximo >>


Mais Recentes:
16/11/08 - Que você faz quando encontra uma pessoa cega?
16/11/08 - Lentes: contato imediato
16/11/08 - Alfabeto Braille
20/05/08 - Inverno: Olhos ficam mais vulneráveis durante a estação
20/05/08 - Degeneração macular: Doença pouco conhecida afeta milhões em todo o mundo